Confiança em Deus.


Vocês já pararam para pensar em como somos? Muitas vezes falamos "Senhor, a Tua vontade, não a minha!", mas quando a vontade dEle é feita e não é de acordo com o que queríamos ficamos chateados, tristes e questionamos Deus.
Domingo passado (23/10) eu fui na escola bíblica dominical e a lição foi a seguinte: Adoração como cumprimento da vontade de Deus. A lição tratava de Abraão sua fé e obediência a Deus, e que cumprir a vontade de Deus é o único caminho para a verdadeira adoração.
Todo mundo alguma vez na vida já ouviu a história de Abraão (a história dele está em Gênesis 12.1 e vai até o 25.18), Deus prometeu a Abraão que ele seria o pai de uma grande multidão, porém a mulher dele, Sara, era estéril, e mesmo assim ele confiou e teve fé na promessa que Deus fez a ele. Claro, ele teve uns probleminhas pelo caminho (esse é meu jeito para falar que ele fez algo que não era conforme Deus tinha dito), e tomou uma concubina como esposa e teve um filho com ela, Ismael. Porém ele não era o filho de Sara, e a promessa que Deus tinha feito era para Abraão com Sara, mas bem, depois de um tempo, após muitos desafios de fé (como é dito na minha revista), após ter passado por situações que confrontavam o desejo do coração de Abraão, Isaque nasceu, cumprindo-se assim o início da promessa de Deus para com ele.
Entretanto, num período da história de Abraão e Isaque acontece algo um tanto quanto difícil (pelo menos para mim seria...), seguindo o que Deus havia dito "Gn 22.2 - E disse: Toma agora teu filho, o teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá; e oferece-o ali em holocausto sobre uma das montanhas, que eu te direi.", Abraão vai até Moriá e lá iria sacrificar Isaque a Deus. Ambos criam que a "vontade de Deus jamais seria frustada, mesmo quando tudo apontava o contrário" (também um trecho da minha revista rs), e assim foi.
Quando Abraão estava prestes a sacrificar seu filho, o Anjo do Senhor bradou dos céus chamando-o, e disse "Gn 22.12 - Não estendas a tua mão sobre o moço e não lhe faças nada; porquanto agora sei que temes a Deus e não me negaste o teu filho, o teu único.", e o Senhor Deus todo poderoso proveu um carneiro "13 - Então, levantou Abraão os seus olhos e olhou, e eis que um carneiro detrás dele, travado pelas suas pontas num mato; e foi Abraão, e tomou o carneiro, e ofereceu-o em holocausto, em lugar de seu filho.".
Mas ai, vocês podem perguntar "Amanda, por que lá em cima você falou que era algo um tanto quanto difícil?", porque seguir a vontade de Deus nem sempre é fácil, e quando eu li detalhadamente a história de Abraão eu fiquei muito sei lá. 
É difícil você confiar quando sabe que uma situação é quase impossível, mesmo sabendo que adoramos o Deus do impossível. E não adianta falar "Ah, sua fé que é pequena e que não sei o que...", porque a explicação é fácil, somos seres humanos, erramos, duvidamos, somos falhos (ô raça!), e nem sempre conseguimos nos manter fortes e confiantes. Tem pessoas que conseguem? Talvez, mas sabe, é difícil manter seu coração, seus desejos e vontades conforme o querer e vontade de Deus.
Fico pensando que se fosse eu na situação de Isaque eu teria saído correndo e não sei quando ia parar de correr, porque é óbvio que ele sabia que alguma coisa estava acontecendo. Minha mãe falou comigo que "Isaque cresceu nesse ambiente de fé e confiança em Deus, Amanda, logo, quando ele estava subindo aquele monte sabia que a vontade de Deus seria feita, e que independente do que acontecesse Deus teria uma solução.", depois disso eu continuei pensando na minha reação, mas fiquei abismada com a confiança que eles tinham em Deus, queria ser assim, sei que posso conseguir, mas também sei que tenho medo, dúvida, incertezas...
Mas bem, "Pra que falar tudo isso?", não sei, eu só sei que isso estava martelando na minha cabeça desde domingo. Fiquei me sentindo cocozenta, porque acho que minha confiança em Deus anda fraca, muitas vezes. E eu aprendi que a verdadeira adoração está ligada à vontade de Deus, ou seja, "só há adoração onde existe um coração nascido de novo que crucificou o eu e entregou o trono do desejo ao Criador do universo.", logo, se não fizermos as coisas segundo a vontade de Deus, podemos nos esguelhar de tanto gritar o nome do Senhor, podemos cantar as mais lindas canções, podemos dançar a mais perfeita dança, que tudo não passará de atos vazios, pois se não estivermos cumprindo o que Deus quer que cumpramos não se tratará de uma adoração a Deus.

E para finalizar vou colocar um pergunta que está na minha revista de EBD:

Você seria capaz de abrir mão de seus sonhos para cumprir a vontade de Deus?

CONVERSATION

4 comentários:

  1. Um lindo post, e que a sua fé e confiança em Deus, possa crescer de acordo com as dificuldades. Porque a palavra dEle diz:A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza!

    ResponderExcluir
  2. Óptimo texto. As vezes nosso Pai permite que tudo nos seja tirado, para que possamos ver com clareza que só precisamos Dele para viver. Eu passei por uma experiência difícil,e hoje posso dizer para Ele faça sua vontade! Sem medos, sem apegos, e sem temer! Ele é bom infinitamente mais do que imaginamos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com toda certeza, Ele é Deus não é mesmo?
      E independente do que possa ocorrer, Ele continua sendo Deus, e mesmo me sentindo "sei lá" muitas vezes, sei que a vontade dEle sempre será melhor que a minha...
      Fico feliz por você, e por ver, que mesmo passando por algo ruim, deseja que a vontade dEle seja feita na sua vida!

      Excluir

Back
to top