Sonhos estranhos...

Aproveitando esse clima de sonhos (se não entendeu olhe a postagem de ontem) resolvi falar não só dos bonitinhos, mas dos outros também. 


Eu não sei vocês, mas eu sou o tipo de pessoa que sempre tem a esperança de sonhar algo que queria muito, como sei lá, ser rica e comprar o que quiser, poder voar, estar invisível, encontrar o Douglas Booth (meu mozão dos sonhos) por aí, essas coisas. 
Porém por mais que eu tente eu não consigo, e olha que eu tento de todas as formas, como já fechar o olho pensando em certas coisas, para ver se assim meu consciente entende que quero passar a noite sonhando com aquilo.
Mas o mais triste é que o máximo que eu consigo sonhar é com doideira ou com absolutamente NADA. Mas é nada, nada mesmo, de acordar olhar para o teto e pensar "Credo, eu sonhei com o que?"
Entretanto o que eu acho mais estranho é quando tenho sonhos aleatórios, sem pé nem cabeça, que depois eu fico tentando tirar uma moral deles.
Certa noite eu peguei no sono sem perceber, e logo que dormi comecei a sonhar (pelo menos foi o que pareceu), no sonho o ambiente era o da universidade, mas as pessoas eram da minha antiga escola, ocorriam um monte de coisas e todo mundo começava a fofocar sobre essa coisa. Quando pensa que não eu tava num quarto, que parecia ser meu antigo quarto, mas que não era na minha antiga casa, e minha irmã tinha deixado tudo zoneado, ai eu ia arrumar e falada "minha irmã e a mania dela de trazer toda a bagunça do quarto dela para esse lugar!", e o sonho simplesmente acabou.
Posso dizer com sinceridade que não entendi nada, e ainda acordei confusa, mas depois apenas deixei para lá e, como sou muito legal, resolvi compartilhar com vocês.

E é isso, não é sempre que vou postar coisas tão cheias de informação, às vezes só quero compartilhar uma coisa que aconteceu mesmo. Então fiquem com Papai do Céu, beijinhos!

P.S: vocês se lembram de algum sonho estranho que queiram compartilhar? Comentem aí embaixo, ou no post da fanpage, quero ver se tem sonhos mais estranhos que os meus!

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top