Idade é uma coisa engraçada...

Olá, pessoas, como vocês estão? Eu estou bem, graças a Deus, e (como sempre) pensando em umas coisas totalmente nada a ver...


Quem convive comigo sabe, eu sou a doida das idades. "Mas como assim, Amanda?", bom eu fico pensando nas idades que as pessoas ao meu redor e eu já tivemos, nas idades que vamos ter e nas diferenças de idades que existem entre nós, basicamente pensando em como as idades se tornam próximas em um certo momento e como se tornam distantes (mesmo se tratando das mesmas pessoas) em outro momento.

Ultimamente a pessoa que eu mais ando fazendo essas comparações é a minha irmã, por que? Bem, vou explicar!

Minha irmã e eu temos uma diferença de idade de, mais ou menos, 4 anos e meio, ou seja, numa parte do ano parece que temos 5 anos de diferença de idade e em outra parte do ano parece que há uma diferença de 4 anos.

Quando éramos mais novas essa diferença parecia ser muito gritante, afinal, quando ela nasceu faltavam poucos meses para eu completar 5 anos, o que fazia tudo parecer distante e triste, já que eu acabava pensando "Como vou brincar com um neném?". Porém depois de algum tempo essa diferença se tornou menor, eu estava com uns 9 anos, e ela com uns 4/5, ou seja, já dava para a gente brincar e ela entender a lógica da brincadeira (nem vou contar o quanto fiquei feliz ao ver ela entendendo a história enquanto brincávamos de Barbie...).

Entretanto a vida não é tão chuchuzinho com leite assim, então, quando tudo estava nos conformes e nós éramos duas crianças lindamente felizes, eu entrei na casa dos 10 e mais uma vez a diferença se tornou enorme!

Isso ficou por um bom tempinho, porque até quando ela entrou na casa dos 10 a diferença permaneceu grande, afinal eu já estava no Ensino médio, e tudo parecia mais distante em relação às nossas idades (Letty, mesmo com a diferença de idades a irmã te amava tá? Então tá bom).

Porém, quando tudo parecia não ter mais volta, as nossas idades deram um tchan, e parece que estamos mais próximas do que quando éramos mais novas. O que pode explicar isso? Não sei, talvez o fato da minha irmã ser demais, ou quem sabe o fato de eu ser demais e sempre querer manter ela por perto. Isso pode acontecer até pelo fato de nós duas sermos tanto bobonas quanto maduras, e por aí vai. 


Agora, como não me contento com as coisas, começo a pensar em quando chegarmos na casa dos 20, a princípio vai existir aquela diferença novamente, até porque eu vou estar com 20 em breve, vou ser uma jovem adulta (o que eu já sou, mas não gosto de ficar falando) e ela vai estar no meado dos 15, mas depois disso não vai mais haver tanta diferença, principalmente quando chegarmos na casa dos 30, 40... porque vai parecer ser tudo farinha do mesmo saco.

Então bem, só sei que estou muito feliz com isso, porque ter amigos é bom demais, mas ter uma irmã que é a sua amiga, nusss é melhor ainda. Sem contar que eu a marco em umas coisas totalmente aleatórias e a menina acha graça, aiai irmã...

Masss ok, é isso, espero que vocês permaneçam acompanhando meus momentos de reflexão que são mais aleatórios que tudo, espero também que fiquem bem e com Papai do Céu, beijinhosss.


CONVERSATION

2 comentários:

Back
to top