Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2018

Olá, sou eu (DE NOVO)!

Imagem
A primeira vez que eu escrevi um "Olá, sou eu" foi em 2016 (para quem tá curioso tá aqui, e desde já peço desculpa por alguns erros de ortografia, meu corretor é sinistro e como leio rápido, às vezes, não percebo que ele acabou deixando a palavra errada), nesse dia tava mais atoa que tudo e dei sentido à parte de escrever coisas aleatórias aqui. E cá estou mais uma vez, após umas férias (inventadas por mim) e após 2 anos que o primeiro texto foi postado, para ser um pouquinho aleatória de novo.
Quando escrevi aquele texto estava triste por 4 coisas:
1ª - eu estava sem estudar e com isso estava atoa; 2ª - minha amiga Angélica estava indo para a África do Sul; 3ª - minha prima estava indo morar em Portugal; 4ª - nunca mais ia ver o boy bonito do shopping.
Depois que os dias passaram comecei a estudar e senti falta de estar atoa, até que tranquei a faculdade ano passado por conta de umas coisas que vou contar mais pra frente. Minha amiga voltou da África (E SIM, ELA ME TROUXE …

Eu já te escrevi uma carta...

Imagem
Eu já te escrevi uma carta, e nela contei alguns dos meus medos quanto a gostar de alguém. Imagino que a essa altura você já deve conhecer alguns, talvez eu até tenha te dito, ou você pode ter percebido. Pode achá-los bobos, mas são eles que me transformam em quem sou.
Eu já te escrevi uma carta, e em algumas linhas continham sentimentos variados, dos bonitos até os feios. Isso porque num instante gostei de ter te conhecido, enquanto em outro sinto raiva de ter permitido que entrasse na minha vida. 
Eu já te escrevi uma carta, e nela pontuei alguns motivos pelos quais não daríamos certo. E enquanto escrevia cada um deles me perguntava: Já lhe disse que sou uma pessoa carente de atenção e que ao mesmo tempo não gosta de atenção demais? Será que você conseguiu perceber que coloco ponto final numa frase apenas quando estou chateada com algo? Pôde sentir um pouco da minha raiva ao descobrir que odeio vácuos e assuntos terminados em meras risadas? Ou será que, pelo menos, se deu conta de que…