Passeando por Lisboa!

Olá, pessoas, como vocês estão? Eu estou bem, graças a Deus. Ainda to me acostumando com essa nova vida, com esses dias mais frios e tals, mas apesar de tudo consigo ver o cuidado de Deus para com minha família a cada momento. Estamos há quase dois meses em Portugal e, apesar de ser um país pequeno em relação ao Brasil, não conhecemos ele todo ainda, até porque nem o Espírito Santo, que morei lá quase minha vida toda, eu não conheci todo, imagina conhecer todo um país em 1 mês.

Mas bem, num certo dia meus primos, Tiago e Nilci, resolveram dar uma solução a essa questão de não termos conhecido Portugal direito, e levaram minhas primas e eu para sair. E eu pergunto a vocês: algum dia vocês já tiraram um tempo para andar e conhecer alguns lugares e acabaram andando tanto que ao final do dia o primeiro lugar que vocês foram nem parecia que tinha sido naquele mesmo dia? Pois bem, isso aconteceu com a gente, andamos o dia todo que Deus deu, tanto que "almoçamos" 7 e pouca da noite. Mas posso ser sincera? Valeu MUITO a galinha (porque a pena é muito pequena).

Nosso passeio começou no Parque das Nações, de lá conseguíamos ver o teleférico, as Torres Gabriel e Rafael, a ponte Vasco da Gama (a maior da Europa e a quarta mais extensa do mundo) e para quase todo lado que olhávamos víamos o Rio Tejo (que por sinal me confundia demais, porque o dito é muito grande e TEM ONDAS, o que acabava por me fazer pensar que era o mar).

Aqueles dois prédios lá atrás são as Torres Gabriel e Rafael, a arquitetura deles é baseada na proa dos barcos. E, quando a noite chega, o topo deles se ilumina.

Confesso que parte do sorriso dessa foto abaixo é de desespero, porque esses coisos de madeira que a gente andou balançavam DEMAIS, tinham alguns que pareciam muito estar soltos, e logo embaixo deles SÓ TINHA ÁGUA. Mas no final das contas fui andando por onde conseguia ver a madeira debaixo e onde via os pregos, ou seja, venci meu medo de altura que fazia eu pensar na possibilidade da madeira soltar e eu cair na água.


Enquanto a gente tava tirando essa foto, com nosso amigo Rodolfo, tinha umas gurias asiáticas viradas de costas para a tabela periódica falando TODOS OS ELEMENTOS dela enquanto os pais delas filmavam. E é claro que minhas primas e eu sabíamos os elementos também, né? A diferença é que somos humildes e não saímos falando eles por aí.


Depois de andarmos quase todo o Parque das Nações (parte nova de Lisboa), fomos andar de metrô para irmos para a parte mais antiga de Lisboa. E olha, foi totalmente diferente de quando fui a São Paulo, por motivos de: consegui ir sentada (com a perna dobrada e tudo), meus primos conseguiram ir sentados, tinha lugar para segurar (caso quiséssemos ir em pé) e eu não estava grudada no braço de ninguém pensando que podia cair caso a pessoa da frente desse um passo (confesso que andar de metrô em SP foi cômico, mas MUITO divertido).


E, quando saímos do metrô, voltamos a andar...


Andar...

Nesse local aqui tinham alguns estudantes tocando violino e violoncelo, quando passamos perto deles eles começaram a tocar "Além do arco-íris/Somewhere over the rainbow"

 E andar...


 Paramos um pouquinho para tirar uma foto com um amigo (desculpa moço intruso que está com a mão no rosto para fugir do sol, não foi minha intenção que você aparecesse na foto, mas fazer o que, né?)


E voltamos a andar...


Depois andamos mais um cadinho para pegar o metrô e aproveitamos para tirar uma foto nesse lugar com o nome "Lisboa" bastante colorido e que é feito de galões de lixo.


Depois disso atravessamos a ponte 25 de Abril (ponte que liga as cidades de Lisboa e Almada) fomos até Almada e tivemos a oportunidade de ver o sol se pondo, lindamente, nos fazendo lembrar como Deus é perfeito em tudo que faz!


Por conta das fotos  que postei pode parecer que andamos e vimos pouco, e confesso que, enquanto escrevia essa postagem, pensei "caramba, passamos por mais lugares, por que não tenho foto deles?", mas lembrei que, enquanto andávamos, não tiramos muitas fotos porque estávamos curtindo a caminhada, observando as coisas detalhadamente, e mesmo que essas coisas não estejam nas fotos, conseguimos deixá-las bem guardadinhas no nosso coração.


Então é isso, esse passeio tava quase fazendo um mês que foi feito, uma das minhas primas já até está no Brasil e eu ainda não tinha postado sobre ele, então tive que parar de enrolação e escrever logo. Espero que tenham gostado, porque até pesquisar as curiosidadezinhas sobre algumas coisas eu pesquisei (muito obrigada, Tiago e Portal das Nações pelas informações). Mas ok, espero que fiquem bem e com Papai do Céu, beijinhos!


CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Back
to top