Distância X amizade platônica

Conheci a Amandinha através da Ju e da Marcela, que conheci quando fui menor aprendiz. No início achei que fosse a menina mais séria do mundo... estava enganadíssima.

Amanda sempre esteve na minha vida desde então, nunca pessoalmente, porque nos vimos pouquíssimas vezes, mas pra que presença física quando existe sintonia?!

Passei por muitos momentos difíceis e, por algum motivo, algo me pedia pra recorrer a ela. Sempre ouvi dela as melhores palavras de conforto, como se fosse Deus falando comigo em cada detalhe.

Um dia antes de ela ir embora de vez, eu estava na casa da Ju no aniversário do Pepedo e acabei aproveitando a viagem (convenhamos, eu moro um pouco longe) para me despedir. Eu não entendi direito o motivo do aperto no peito, afinal nunca convivemos, mas ver a Marcela e Jussara naquele estado, ver a Amanda chorando... fez com que eu entendesse tudo: a Amanda cuidava das minhas duas melhores amigas, e agora a responsabilidade era toda minha.

Bom, Amanda é importante pra elas e, com tudo isso, se tornou pra mim. Não vejo a ida dela para Portugal como algo 100% ruim, porque foi uma coisa que nos aproximou MUITO!

Não sou boa com textos, meu lance são os números, mas com minhas palavras tortas, gostaria de dizer para a Amanda e para todos que estão lendo que ela é a pessoa mais cheia do Espírito Santo que eu já conheci. Suas palavras me fazem morrer de chorar de tanto que me preenchem, os áudios que ela já me mandou cantando no momento de aflição, as palavras de conforto e motivação... tudo isso me guiou e ainda tem me guiado por milhas.

"Lado a lado ou milhas distantes, amigas sempre estarão conectadas pelo coração".

Da pessoa que mais te procura pra chorar, com muito carinho. 🌹❤

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Morando em Portugal - Por que vim para cá?

Morando em Portugal - O início

Oi, eu amo batatas. Pera, o que?